PIB de Goiás sobe e a construção civil é uma das grandes influências
O Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás, que é o somatório de todas as riquezas produzidas no Estado, subiu 6,7% em 2011 e fechou o período em R$ 111,269 bilhões.

O Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás, que é o somatório de todas as riquezas produzidas no Estado, subiu 6,7% em 2011 e fechou o período em R$ 111,269 bilhões. Os números integram os dados consolidados do PIB de 2011, divulgados, ontem, pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, da Secretaria de Gestão e Planejamento (IMB/Segplan), cujo cálculo segue metodologia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice de crescimento do PIB goiano ficou bem acima da taxa nacional, que encerrou 2011 com alta de 2,7% (R$ 4,1 trilhões em valores).

 O resultado do PIB goiano manteve o Estado na nona posição no ranking do País, lugar que ocupa desde o início da série, em 2002. Em relação a 2010, a participação de Goiás no PIB nacional subiu de 2,6% para 2,7%. No período em análise, entre os grandes setores de atividade econômica, o destaque ficou por conta da agropecuária, com expansão de 14,1% em volume.

 Em seguida veio a atividade industrial, que cresceu 5,7%, com participação de 26,8% do valor adicionado total. Os aumentos foram verificados na construção civil (10%), na indústria de transformação (5,1%), na produção e distribuição de eletricidade, gás e água (1,8%), e na extrativa mineral (1,2%).

 A atividade de serviços expandiu 5,6%, com peso de 60,7% na estrutura estadual. As atividades de comércio e transportes e armazenagem foram os destaques em crescimento no ano de 2011, com taxa de 7%, vindo depois a intermediação financeira, seguros e previdência complementar (6,3%) e atividades imobiliárias e aluguel (4,1%). As demais atividades tiveram as seguintes variações: outros serviços (8,3%), administração, saúde e educação públicas (2,7%) e serviços de informação (2%).

 PIB per capita

 Com os resultados positivos da economia estadual em 2011, o PIB per capita – resultado da divisão do PIB pela população – de Goiás registrou variação real de 5,3% em relação ao ano anterior, passando da décima segunda posição nacional para a décima-primeira, com valor de R$ 18.298,59. Além disso, apresentou o maior incremento, de R$ 2.046,90, na série iniciada em 2002. O PIB per capita do Brasil atingiu R$ 21.535,65, o que representou alta de 1,9% sobre o ano anterior.

 Segundo o secretário de Estado de Gestão e Planejamento (Segplan), Giuseppe Vecci, o fato da economia goiana ter crescido bem acima da média nacional também em 2011 demonstra seu dinamismo, mas precisamos avançar ainda mais e manter elevada nossa competitividade, investindo em infraestrutura econômica e na formação da mão de obra local.

 

Fonte:  http://www.dm.com.br/texto/152540-pib-de-goias-cresce-estado-nao-sobe

Institucional

Clique e assista.

Destaque na Mídia

Destaque na Mídia

Ver imagem grande

© 2009-2012. Todos os direitos reservados