Emprego na construção civil no país fecha semestre com saldo positivo
O nível de emprego na construção civil subiu 0,08% em julho ante junho, segundo pesquisa do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FVG (Fundação Getulio Vargas).

O nível de emprego na construção civil subiu 0,08% em julho ante junho, segundo pesquisa do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FVG (Fundação Getulio Vargas).

 

No semestre, a alta é de 0,79% - com o saldo positivo entre demissões e contratações de 27,3 mil novas vagas. No entanto, na comparação com julho de 2013, o levantamento indica queda de 0,13%.

 

"A estabilidade em que se encontra o nível do emprego na construção mostra que a atividade do setor praticamente parou de crescer, embora ainda se mantenha elevada, com 3,5 milhões de trabalhadores com carteira assinada [até final de julho]", diz o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto.

 

Entre as cinco regiões do país, Norte e Nordeste foram responsáveis por segurar o índice –apenas elas tiveram resultado positivo, com elevações de 2,25% e 0,15%, respectivamente. A região Norte criou o maior número de vagas novas: 5.219.

 

A maior queda foi no Centro-Oeste, que teve retração de 0,33% na criação de vagas. No Sudeste, deixaram de existir 2.051 vagas (queda de 0,12%).

 

No Estado de São Paulo, o indicador de julho apresentou estabilidade, com acréscimo de 0,03% e saldo entre demissões e contratações positivo em 294 trabalhadores. Na capital, apenas 6 novas vagas foram criadas.

 

Das dez regiões pesquisadas, quatro – Campinas, Santos, Sorocaba e São José dos Campos – apresentaram queda no período. A maior retração aconteceu em Santos, com o fechamento de 640 vagas.

 

Santo André foi, entre as dez cidades, a que mais criou vagas, 580, seguida de Presidente Prudente, com 497 novas vagas.

 

Com o resultado, o número de trabalhadores com carteira assinada em empresas da construção civil no Estado somou 867,5 mil.

 

Entre janeiro e julho, o indicador do Estado também registrou alta, de 0,56%, com 4,8 mil contratações.

 

Da Redação, original Folha de S. Paulo.

 

AUTOR/FONTE:http://www.obra24horas.com.br/noticias/emprego-na-construcao-civil-no-pais-fecha-semestre-com-saldo-positivo

Institucional

Clique e assista.

Destaque na Mídia

Destaque na Mídia

Ver imagem grande

© 2009-2012. Todos os direitos reservados