Como evitar e eliminar a ferrugem
A corrosão dos metais é um processo químico, em que um metal perde elétrons em contato com agentes naturais, como o oxigênio e a umidade. A deterioração de um metal pela oxidação é, portanto, um fenômeno natural e frequente. A oxidação do ferro é popularmente conhecida por ferrugem.

A corrosão dos metais é um processo químico, em que um metal perde elétrons em contato com agentes naturais, como o oxigênio e a umidade. A deterioração de um metal pela oxidação é, portanto, um fenômeno natural e frequente. A oxidação do ferro é popularmente conhecida por ferrugem.

 

São poucos os metais em que a corrosão, apesar de existente, é muito baixa, como é o caso, por exemplo: do ouro, da platina, da prata, do cobre e do cromo.

 

Também existem algumas ligas com boa resistência à oxidação, como por exemplo: o aço inoxidável (composto por ferro, crómio e carbono), o latão (composto por cobre e zinco) e o zamac (composto por alumínio, cobre, magnésio e zinco).

 

Por outro lado, o ferro é um dos metais que mais facilmente oxidam. Mas, por ser também um dos mais baratos, é muito utilizado. Para evitar que o ferro oxide, o mesmo é tratado com proteções como o inox, o zinco e o cromo. Mas, mesmo assim, se não tiverem a manutenção adequada, oxidarão com toda a certeza.

 

Nas regiões próximas do mar, a oxidação é muito maior, assim como os danos causados por ela, devido à grande quantidade de íons, os quais aceleram e intensificam o processo de oxidação.

 

Observação: O estanho também é utilizado para proteger o ferro, no entanto ele não evita o ferro de enferrujar, apenas evita o seu contato direto com o ar. Caso essa superfície seja rompida, o ferro irá enferrujar.

 

Muitos dos metais existentes nos lares têm na sua composição grandes quantidades de ferro, que oxidam com facilidade. Por esse motivo é muito importante prevenir a oxidação, ou seja, a ferrugem.

 

Como evitar o aparecimento da ferrugem:

 

•Evitar a exposição à umidade e ao ar,

 

•Manter os objetos sempre bem limpos,

 

•Não utilizar água na sua limpeza,

 

•Pintar as peças, removendo antes a gordura da sua superfície com álcool puro, deixando secar naturalmente, pintado depois com uma subcapa para metal e uma tinta de esmalte,

 

•As superfícies de ferro e aço devem ser cobertas de óleo ou outros líquidos lubrificantes,

 

•Galvanizar os objetos (a galvanização é a aplicação de uma camada de zinco),

 

•Tratar a superfície com cromato de sódio,

 

•Em armários metálicos pequenos coloque cristais de sílica-gel (não surtem efeito em espaços grandes), os quais absorvem a umidade existente no ar. Os cristais têm que ser trocados de tempos a tempos para se manterem eficazes (podem ser reutilizados depois de secos a uma temperatura superior a 100 C).

 

•Usar um "metal de sacrifico", o qual deve ser trocado de tempos a tempos por causa do seu desgaste. Este processo consiste em colocar em contato o ferro com outro metal mais suscetível à oxidação, - como é o caso do zinco e do magnésio -, o qual irá em seu lugar do ferro, daí o nome "metal de sacrifício".

 

Como eliminar a ferrugem:

 

•Em camadas fina de ferrugem, esfregar com uma lixa fina na superfície do objeto,

 

•No caso de quantidades maiores de ferrugem, utilizar uma escova de arrame – seja ela manual ou adaptada à furadeira elétrica, - em cima da superfície oxidada, para retirar todas as lascas soltas. (neste caso deve usar óculos para proteger os olhos). Depois, aplicar sobre a superfície já limpa, liquido neutralizador de ferrugem, o qual converte os restos de ferrugem em uma camada negra. De seguida pintar com tinta à base de esmalte, estanho, zinco ou crómio.

 

•Não se deve aplicar nenhum tipo de camada ou pintura em cima da ferrugem, pois ela alastrará com muita rapidez e facilidade. Retirar primeiro a ferrugem para garantir um bom resultado.

Institucional

Clique e assista.

Destaque na Mídia

Destaque na Mídia

Ver imagem grande

© 2009-2012. Todos os direitos reservados